domingo, 4 de março de 2012

NOSSA SENHORA DE LOURDES - 15ª APARIÇÃO

APARIÇÕES DE NOSSA SENHORA EM LOURDES


04 DE MARÇO DE 1858 - DÉCIMA QUINTA APARIÇÃO

No segundo mistério do primeiro terço, Bernadette começa a ver Nossa Senhora. Acabou esse terço e rezou outros dois, refletindo ora alegria, ora tristeza.

Durante esta quinzena, Nossa Senhora comunicou à menina três segredos e uma oração com esta ordem:

“Proíbo-te de dizer isto, seja a quem for.”

Era aguardado com grande expectativa porque era o último da quinzena de aparições. A polícia pediu reforço policial de d'Argelès e de Saint Pé, cidades vizinhas de Lourdes, para ajudar na manutenção da ordem, no sentido de evitar qualquer excesso. A estimativa era para mais de 8.000 pessoas ao redor da gruta. Na época, um repórter de Paris ressaltou que todas as ruas, trilhas, montes e campos ao redor da gruta estavam cheios de gente. O barulho era ensurdecedor, observou ele, não só por causa das orações e invocações, mas também pelos insultos e provocações. Para que Bernadette, pudesse chegar ao local, fizeram uma passarela de madeira, que lhe facilitou o acesso. Ela veio acompanhada de sua prima Joana Véderè, que tinha 30 anos de idade e ficaram juntas perante a Aparição.

Ajoelharam e começaram a rezar o terço. Quando iniciavam a terceira Ave Maria da segunda dezena, entrou em êxtase.

A multidão com o olhar acompanhava tudo e apreciava a beleza do Sinal da Cruz que ela fazia.

O comissário Jacomet tirou o seu caderninho de Notas e escreveu "34" sorrisos e "24" saudações em direção a gruta.

Terminada a Aparição, apagou a vela e, indiferente a presença de toda aquela gente, tomou o caminho de sua casa.

Muitos ficaram desapontados e perplexos, porque esperavam algum milagre ou alguma revelação. Não aconteceu nada, visualmente. No ar ficaram muitas perguntas e uma grande expectativa: será que terminaram as Aparições?

Maria Bernarda foi encontrar-se, com o Senhor Abade e dar-lhe notícias do "encontro".

- "Que te disse a Senhora"?

- "Perguntei-lhe o nome... Ela sorriu. Pedi-lhe para fazer florir a roseira, ela sorriu outra vez. Mas ainda quer a Capela".

- "Tu tem dinheiro para fazer essa Capela"?

- "Não, Senhor Abade".

- "Eu também não . Diz à Senhora que lhe dê".

Peyramale estava desconsolado por não ter obtido nenhuma informação segura, sobre a Aparição. Ela também, mas sem poder fazer nada, voltou triste para casa.

No dia 18 de março é submetida a um severo interrogatório e declara:

- "Não penso ter curado quem quer que seja e de resto não fiz nada para isso. Não sei se voltarei à gruta".

Mas independentemente das aparições continuarem ou não, a afluência era cada vez maior. Diariamente muitas pessoas iam lá para rezar, para recolher água da fonte ou para bebê-la. Todos acreditavam que quem esteve lá foi a Santíssima Virgem. As velas multiplicavam-se no dia 18 eram 10 ; no dia 19 havia 21 velas; já no dia 23, colocaram no nicho das aparições, uma imagem de gesso da Virgem Maria, doada por um senhor, Felix Maransin

Do dia 4 de março quando ocorreu a última aparição, ou seja a 15ª, até o dia 25 do mesmo mês, Bernadete procurava levar uma vida normal, ao lado de seus familiares no "cachot". Mas foi impossível, porque era solicitada para interrogatórios, por visitantes que faziam filas intermináveis à porta de sua casa, querendo conversar, abraçá-la e pedir-lhe que tocasse com as mãos em objetos que levavam. Eram pessoas que buscavam graças e outras que vinham contar milagres alcançados pela bondade e o carinho intercessor de Nossa Senhora.

Não tinha mais sossego. Às vezes quase perdia a paciência:

- "Tragam-me todos ao mesmo tempo".

De outras vezes, cansada, precisando de repouso. queria isolar-se:

- "Fechem a porta à chave"!

E jamais aceitou e não deixou que nenhum de seus familiares aceitassem gratificações em dinheiro ou presentes, por qualquer razão que fosse:

- "Isso queima-me! Por favor, não façam isso"!

Quando perguntavam-lhe se a Dama voltaria, simplesmente dizia que não sabia. Só podia afirmar que ELA queria sempre uma Capela e que os sacerdotes fossem em procissão à gruta.



Cachot (casa onde Bernadete morava com os pais)





Fontes: www.derradeirasgracas.com

http://www.tuespetrus.org

http://lourdes-150-aparicoes.blogspot.com

13 comentários:

  1. saudades de vc Drika!!adoro a história das aparições!

    ResponderExcluir
  2. Olá Drika. Adorei ter te conhecido no café com blogueiras hoje. E vim correndo conhecer seu blog.
    Adorei seu blog e a história das aparições.
    Bjinhosss

    ResponderExcluir
  3. Olá querida, vim aconhecer seu blog e dizer que foi um prazer conhecê-la pessoalmente.
    Amanhã vou postar as fotos do nosso encontro ok?

    Bjuss e uma linda semana

    Vânia Pinho

    ResponderExcluir
  4. Bom dia querida, tudo bem?
    Adorei conhece-la, pena que cheguei atrasada e nem tivemos tempo de conversar. Fica para próxima vez tá!
    Seu blog é lindo e já estou te seguindo!

    Bjão

    ResponderExcluir
  5. Olá Drika, foi um prazer enorme te conhecer no encontrinho, estou passando aqui e seguindo teu blog. Também te fazendo o convite de ir conhecer o meu.
    http://maniasdadiva.blogspot.com/
    Logo mais terá a postagem lá do nossso encontrinho de blogueiras.
    :)

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bem?

    Estou passando para fazer 2 convites:

    - Conhecer o meu blog;
    - Participar do sorteio que está rolando por lá para ganhar a coleção de esmaltes do O Boticário (Fashion Collection);

    Já estou seguindo aqui :)

    Tenha uma ótima semana!

    Bjão

    www.compreiporai.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Drica.
    Foi um prazer te conhecer e saber que és curiosa ca cozinha.
    Vim conhecer seu blog, gostei dos contos das aparições de Lurdes, e já estou lhe seguindo.
    Beijo.
    Maria Luiza (Lulú)

    ResponderExcluir
  8. Oi Drika,

    Adorei sua visita no meu bloguinho. Adorei conhecê-la no nosso encontro de blogueiras :) também virei sua seguidora!!!

    Bjs e fique com Deus!

    Márcia Ribeiro
    reinciclando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Que bom que gostou das corujinhas amiga, fiz com muito carinho!!

    bjus

    Vânia Pinho

    ResponderExcluir
  10. Olá...não conhecia esta história tão bem...e a gora li mais sobre ela...muito legal!
    Obrigada por estar "lem casa" visitando a gente! Gosto muito de vc lá!
    Beijos, boa semana e boas energias!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente não tive como ir ao encontro das blogueiras de PE. Mas, fiquei muito feliz pela confraternização.

    Beijos!

    www.novamodaemdestaque.com

    ResponderExcluir
  12. Obrigada Drika!!!A recíproca tanbém é verdadeira.
    bJS NA ALMA.

    MEUS BLOGS:
    ZILDASANTIAGO.BLOGSPOT.COM
    RUMOSLIBERTADORES.BLOGSPOT.COM
    CARINHOSSORTEIOAETCETAL.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir